sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Aprender a técnica brainstorming em 30 minutos


Mas o qué isto de brainstorming?
Brainstorming é uma técnica de apoio à criatividade muito utilizada na análise de oportunidades e procura da optimização da acção da empresa no mercado. Materializa-se através de reuniões com algumas regras de funcionamento das quais a mais importante é a não possibilidade de censura às ideias apresentadas.

O método
Entre diversos outros métodos, a técnica de brainstorming propõe que um grupo de pessoas - de uma até doze pessoas - se reúnam se utilizem das diferenças dos seus pensamentos e ideias para que possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim ideias inovadoras que levem o projecto avante.

É preferível que as pessoas que se envolvam nesse método sejam de sectores e competências diferentes, porque as suas diversas experiências podem colaborar com a "tempestade de ideias" que se forma ao longo do processo de sugestões e discussões. Nenhuma ideia é descartada ou julgada como errada ou absurda. Todas as ideias são ouvidas e trazidas até o processo de brainwrite, que se constitui na compilação ou apontamento de todas as ideias ocorridas no processo de brainstorming.

Quando se necessita de respostas rápidas a questões relativamente simples, o brainstorming é uma das técnicas mais populares e eficazes.

A técnica de brainstorming tem várias aplicações, mas é frequentemente usada em:
Desenvolvimento de novos produtos - obter ideias para novos produtos e efectuar melhoramentos aos produtos existentes.
Publicidade
Resolução de problemas
Gestão de processos
Gestão de projectos
Formação de equipas

As 3 principais partes no brainstorming:
Encontrar os factos.
Geração da ideia.
Encontrar a solução.

Regras do brainstorming
As quatro principais regras do brainstorming são:
Críticas são rejeitadas: Esta é provavelmente a regra mais importante. A não ser que a avaliação seja evitada, o princípio do julgamento não pode operar. A falha do grupo ao cumprir esta regra é a razão mais crítica para que a sessão de brainstorming não resulte. Esta regra é aquela que primariamente diferencia um brainstorming clássico dos métodos de conferência tradicionais.

Criatividade é bem-vinda: Esta regra é utilizada para encorajar os participantes a sugerir qualquer ideia que lhe venha à mente, sem preconceitos e sem medo que isso o vá avaliar imediatamente. É necessário deixar as inibições para trás enquanto se geram ideias. Quando se segue esta regra, cria-se automaticamente um clima de brainstorming apropriado. Isso aumenta também o número de ideias geradas.

Quantidade é necessária: Quanto mais ideias forem geradas, mais hipóteses existem de encontrar uma boa ideia. Quantidade gera qualidade, nesta técnica.

Combinação e aperfeiçoamento são necessários: O objectivo desta regra é encorajar a geração de ideias adicionais para a construção e reconstrução sobre as ideias dos outros.

Linhas de orientação:
Desenvolver um enunciado para o problema.
Seleccionar um grupo de participantes.
Enviar uma nota aos participantes explicando o problema.
Começar por escrever o problema num quadro visível a todos os elementos pertencentes ao grupo.
Explicar as 4 regras principais do brainstorming.
Ter um gravador, ou um colaborador que assente todas as ideias.
A sessão deve durar cerca de 30 minutos. Não se deve durar quatro horas!
Dar a lista final de ideias à pessoa ou grupo de trabalho do projecto.

Composição do grupo
Muito importante - Devem ser escolhidas pessoas que tenham alguma experiência com o problema em causa. É necessário não misturar os chefes com os subordinados. Devem escolher-se pessoas que estejam no mesmo patamar da hierarquia na organização. A maioria das pessoas não se consegue libertar nem ser suficientemente criativos diante do seu chefe.

O líder de grupo deve estar familiarizado com o processo de brainstorming e ter facilidade em manter-se “em relaxe”, e numa atmosfera descontraída.
A(o) secretária deve ter facilidade na escrita rápida. Esta(e), vai ter que tomar nota de uma numerosa lista de ideias que vão ser geradas. As ideias não têm, necessariamente, de ser escritas exactamente da mesma forma que são ditas. O nome da pessoa que sugere as ideias não deve ser anotado, já que o anonimato encoraja a liberdade de expressão.

Brainstorming Individual
Muitas pessoas adaptaram o brainstorming e usam-no como uma técnica criativa individual. Isto significa que é sempre possível realizar uma sessão de brainstorming a qualquer altura e quantas vezes for necessário. De facto, muitos indivíduos podem encontrar mais criatividade sozinhos do que fazendo parte de um tradicional grupo de brainstorming. Aliás, a liberdade de estar sempre disponível para um brainstorming individual é incrivelmente fácil de atingir.

Condições em que pode ser necessária a realização de um brainstorming individual
Trabalha-se sem cooperação, sozinho.
Trabalha-se sem cooperação, e em emprego por conta própria.
Não há disponibilidade para uma sessão em grupo.
As pessoas que o rodeiam não gostam de sessões de brainstorming.
As pessoas que o rodeiam não seguem as regras do brainstorming.
É demasiado dispendioso e caro para si a realização de uma sessão.
O problema é demasiado pequeno para justificar a reunião de um grande conjunto de pessoas. Quando se utiliza o brainstorming individual, pode ser de grande ajuda o uso de mapas mentais ou semanticmaps para organizar e desenvolver as ideias.


Bibliografia usada - iapmei; wikipedia; mindtools

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Marketing Vencedor

Livro recomendado - Marketing Vencedor

Um livro de Marketing pouco convencional. 

Um texto elaborado por um conjunto de profissionais da Gestão e do Marketing, que conta, ilustra e tira ilações a partir de um conjunto improvável de países, regiões e empresas vencedoras. Como que a demonstrar que com engenho, trabalho minucioso e estudo dos problemas é possível vencer em contextos adversos, sejam eles de crise económica, concorrentes poderosos ou clientes indiferentes.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Seminário: Networking e Redes Sociais

Seminário NETWORKING E REDES SOCIAIS, que terá lugar no Hotel Holiday Inn Porto Gaia, em Vila Nova de Gaia, no próximo dia 21 de Dezembro, Sábado, entre as 9:00 e as 13:00, sendo o Formador o Dr. Vasco Marques.

Introdução: As redes sociais são incontornáveis para networking. De uma forma muito mais rápida e numa escala enorme, consegue comunicar para o mundo e estabelecer contactos altamente segmentados, utilizando o canal certo com as técnicas corretas. As diversas ferramentas oferecem oportunidades de contactos interessantes, se forem utilizadas eficientemente e com conteúdos atrativos.

Objectivos: No fim do Seminário, os participantes ficarão habilitados a definir uma estratégia, integrar as diversas redes ou sites, utilizar profissionalmente as principais redes sociais, comunicar com vídeo e demonstrar competências no canal certo

Programa:

  • Website e Blog
  • Criação de conteúdos e social media
  • Facebook para profissionais
  • Youtube Vídeo Marketing
  • Atraia oportunidades de negócio com vídeos cativantes
  • Networking com Linkedin
  • Perfil e página Google+
  • Integração das redes sociais
  • Optimização para motores de pesquisa
  • Partilha de conhecimento

Método de exposição: expositiva com recursos a audiovisuais e activa e participativa através de casos práticos e troca de experiências entre os participantes.

Dr. Vasco Marques: MBA (Master of Business Administration) com especialização em Sistemas de Informação e e-Business. Licenciado e Mestrando em Gestão e Negócios. É também docente no Ensino Superior e Formação Avançada em disciplinas de Licenciatura e Pós-graduações em áreas relacionadas com Redes de Informação, e-Business, Ferramentas Digitais, Redes Sociais e Marketing Digital, escrevendo sobre estes temas em vários sites e publicações de referência.
Ao longo de mais de 10 anos tem-se dedicado ao desenvolvimento e gestão de e-Business (negócios on-line), sendo a sua principal atividade profissional, com presença activa em conferências e formações sobre redes sociais e desenvolvimento web, em associações e centros empresariais, universidades, empresas e outras organizações. Possui vasta experiência profissional e formativa em Tecnologias de Informação e Comunicação, Desenvolvimento Web, Redes Sociais, Computação Gráfica e Multimédia.
É Microsoft Certified Trainer (MCT), Microsoft Certified Professional (MCP) e Microsoft Office Master Instructor (MMI) - certificações que o tornam reconhecido pela Microsoft com o grau máximo como Formador e Especialista em MS Office e outras ferramentas de Produtividade Empresarial.
Membro do Programa Google Engage, destinado a agências e webmasters. Sendo também neste âmbito Google Certified Professional, um profissional certificado pelo Google para promover negócios on-line através de anúncios neste site de pesquisa (Google AdWords).
É ainda CEO & Founder da empresa W2B - Web2business, onde desenvolve soluções e cursos online de Marketing Digital.

O valor da inscrição é de 80 euros (+ 23% IVA) e inclui o CD com os Textos de Apoio, Certificado de Frequência e Estacionamento gratuito no Hotel.


sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Sara Oliveira é a nova diretora de Marca e Comunicação da Vodafone

Sara Oliveira é a nova diretora de Marca e Comunicação da Vodafone Portugal, substituindo António Carriço. Nos últimos três anos foi diretora global de Marketing e membro do Conselho Executivo da Gallo Worldwide, joint venture entre a Unilever e a Jerónimo Martins.
Tem agora a missão de liderar as iniciativas da Vodafone no que toca à Marca, Publicidade e Comunicação, Insights & Research, Public Relations e Customer Experience.
Licenciada em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e com especialização em economia de empresas, Sara Oliveira tem 16 anos de experiência na área de gestão, tendo desempenhado cargos nas áreas de Brand Management, Customer & Shopper em Portugal.
Após um período sabático em Boston, EUA, onde foi vice-presidente da Portuguese-American Post-graduate Society (PAPS), assumiu funções de Brand Innovation Development na Pepsi Lipton International em Paris, França, da marca Lipton Ice Tea.
Na Gallo Worldwide, foi responsável pelo relançamento global da marca, nomeadamente o lançamento na China e na Rússia, o desenvolvimento de ativações de marketing no Brasil e a primeira campanha em Angola e internacional.
Na Vodafone sucede a António Carriço que assumia a Direção de Marca e Comunicação da empresa desde 2009 e que decidiu retirar-se após 16 anos na empresa.
in: briefing.pt

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Workshop - O Impacto da Voz: uma ferramenta estratégica

A Vantagem+, organiza o Workshop “O Impacto da Voz: uma ferramenta estratégica”, a decorrer nas instalações da Vantagem+ nos dias 10 de Dezembro (Leiria), 11 de Dezembro (Porto) e 12 de Dezembro (Lisboa).

Dirigido principalmente a administradores, empresários e gestores, e profissionais de recursos humanos e de formação, este evento pretende treinar o profissional a saber potenciar a sua voz, a identificar os aspectos a melhorar ao nível da comunicação e fornecer estratégias para optimizar as suas competências comunicativas.

Este Workshop encontra-se dividido em quatro módulos, focados nas diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal, na projecção da voz, nos ritmos e articulações vocais e no desenvolvimento da capacidade de rentabilizar a voz.

Para se inscrever, ou outras informações, por favor, contacte-nos, através do email asilva@vantagem.com ou do telefone 21 849 33 33.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Escolham o tema do artigo

Com tantos artigos que já publiquei desde 2008, uns sempre tiveram mais visitas que outros e mais feedback como é normal. No entanto, gostava de saber a vossa opinião e sugestões.

Sobre o que gostavam que escrevesse? sobre que tema? Qual a dúvida que gostavam de ver esclarecida? Sobre que tipo de negócio e como vender mais gostavam que escrevesse?

Fico a contar com vocês...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Aprender mais sobre as vendas - Como abordar um cliente


Como abordar um cliente 

Não existe uma fórmula secreta para todos, porque nas vendas a sua personalidade tem muita influência na sua abordagem e apenas se deve adaptar a uma destas e a desenvolver e aperfeiçoar a sua técnica. Para quem pensa “mas a minha abordagem sempre funcionou, porquê mudar?” Já pensou que se utilizasse uma abordagem diferente, podia ter melhores resultados? Qual a sua taxa de contactos vs propostas vs sucessos?

Existe também o factor de fugir da rotina, e ao usar uma abordagem diferente vai se sentir fora da rotina e pode ser motivador. Eu pessoalmente confesso que utilizo um pouco de cada uma das várias abordagens...


O amigo na hora
Sabemos que se um cliente gostar do vendedor a probabilidade de lhe comprar é grande. Os vendedores que utilizam esta abordagem são naturalmente pessoas calorosas e amigáveis, fazem perguntas e mostram um real interesse no cliente. Fazem tudo para se colocarem a um nível emocional.

Esta abordagem pode ser eficaz mas não é para qualquer um. Se a sua personalidade não o permite, não o faça. A linha que separa é muito pequena e pode passar de imediato a ser visto pelo potencial cliente como um fingido e falso. Por exemplo se numa conversa se mostra muito interessado sobre um hobbie do cliente e afirma “olha, eu também pratico e adoro esse desporto”, mas de seguida nada sabe sobre o mesmo, o potencial cliente vai notar a falsidade e com isso irá acontecer um afastamento natural.

Importante claro, que se está com atenção e “é um verdadeiro amigo do potencial cliente” se ele lhe diz por exemplo: “no próximo mês, vou oferecer a mim mesmo uma prenda pelo meu aniversário”. Não se esqueça de lhe dar os parabéns nesse dia. Ou se lhe diz “a minha filha vai ser operada dentro de 2 meses” não se esqueça que passado esse tempo a sua abordagem obrigatória é questionar como correu a operação. Entre muitos outros exemplos, mas fica a ideia...

O Especialista

Este é o tipo de abordagem em que se utiliza mais a lógica e menos o lado emocional. São vendedores que estudam a fundo os negócios dos clientes e qualquer coisa relacionada com a industria dos mesmos, eles estão sempre prontos e tem a capacidade de solucionar qualquer dificuldade. Todas as questões são prontamente respondidas com conhecimento e de forma clara e sucinta.
Este tipo de vendedores investe muito tempo a aprender os negócios a fundo, a procurar de forma sistemática informações relevantes e acompanha todas as mudanças no sector de actividade dos seus clientes. Este vendedor tem normalmente uma excelente imagem profissional no ponto de vista dos seus clientes e é visto como um recurso importante que entende o negócio do seu cliente. Normalmente é muito recomendado pelos seus clientes e frequentemente tem a facilidade de falar com todos os responsáveis de departamentos da empresa cliente, tendo assim uma relação muito forte dentro da empresa cliente e consequentemente visto como “insubstituível”.

O consultor
Entre o especialista e o amigo. Aqui os interesses do seu cliente são a única coisa que o vendedor tem em mente, apresentar sempre o melhor produto para a necessidade do cliente, porque como tem conhecimento de causa, sabe indicar qual o produto ou serviço mais indicado. Sabe tudo sobre os produtos ou serviços que recomenda, até as composições, diluições (se aplicável), pequenos truques para melhor utilização, etc.

Conhece muito bem toda a concorrência e principalmente o seu cliente. É eficaz esta abordagem, mas deve ser explorada por vendedores experientes e com a capacidade de gerar uma ligação emocional com várias pessoas dentro da mesma empresa. A melhor fonte de informação destes profissionais, são os empregados do seu cliente.

Vendedor em rede
Este é o vendedor que tem na sua rede de amizades, colegas de trabalho, vendedores de outras empresas, clientes, ex-clientes, potenciais clientes e basicamente qualquer pessoa que se cruze consigo na vida. Normalmente é muito activo também nas redes sociais e consegue ter um fluxo contínuo de novas oportunidades de negócio. 

Exemplo pessoal: Numa altura em que eu frequentava um estabelecimento comercial de grande afluência e ainda trabalhava no ramo automóvel num final de tarde ao entrar no estabelecimento, fui logo interpelado por um sr. que me disse “sr. Paulo, um sobrinho disse-me que quer comprar um carro e eu já lhe disse que era consigo que tinha de falar”.

Ora, muito dificilmente esta venda tinha sido feita se eu não tivesse sido referenciado. Este tipo de abordagem requer orgulho no que faz, e que todas as pessoas saibam o que vende (até as pessoas que não conhece).

A lembrar nesta abordagem: Requer um investimento enorme de tempo, requer que esteja presente habitualmente em vários eventos, festas, cafés (onde estejam aglomerados de pessoas) e muita vontade e gosto em conhecer pessoas novas. Importante não esquecer quem ajudou, neste caso um favor leva a outro, exemplo: se alguém neste meio lhe deu um contacto que se tornou em venda efectiva, terá de compensar quem lhe deu esse contacto, seja com um almoço, uma oferta, etc.
O vendedor agressivo
Normalmente utilizada por algumas (cada vez menos) empresas no porta-a-porta. É uma abordagem que pessoalmente não concordo em nada, é a abordagem que deu má reputação á profissão, mas como existe, tenho de falar nela. É a que utilizada para vender mesmo a quem não quer comprar, varia entre a intimidação (não compra isto agora, amanhã vai se sentir parvo por ter deixado escapar esta oportunidade que é só agora, não vai existir mais) a manipulação (se eu não vender hoje, vou ser despedido) para a decepção (este produto é saudável e a concorrência é feito de materiais perigosos e eles até vão fechar porque é proibido usar o que eles usam).

Nenhum vendedor que seja ético utiliza esta abordagem.

Infelizmente é usada ainda por empresas que vão para uma terra e apenas querem fazer uma venda única, passado um tempo (normalmente curto) desaparecem sem deixar rasto e vão para outra terra. Não vou referir exemplos, mas todos conhecem um ou outro caso.

Agora, com ética e muito trabalho, vamos ás vendas...Espero pelos vossos comentários...

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Aprender a ser o melhor - Serviço ao Cliente

Seja o melhor no serviço aos seus clientes

Se deseja manter os seus clientes e ser referenciado por eles a novos potenciais clientes, tem obrigatoriamente de dar uma razão para eles se sentirem motivados a isso. Um excelente serviço aos clientes é um bom ponto de partida para este objectivo.

Fundamental claro é ter um bom produto ou um bom serviço, é um pré-requisito obrigatório. Se o que vende for de má qualidade, provavelmente nem clientes terá para fazer um bom serviço (terá apenas ex-clientes). Agora, um bom produto ou serviço pode passar de bom a excelente na perspectiva do cliente se aplicar um excelente serviço pós-venda. Um atendimento de excelência pode ser o factor diferenciador do seu produto ou serviço para todos os outros existentes no mercado.

Comunicar com os seus clientes
Qual a melhor maneira de melhorar os seus produtos ou serviços? Perguntar aos seus clientes a opinião sobre os mesmos, se satisfazem todas as suas necessidades, o que procuram, o que facilitaria a vida a eles e não encontram no mercado. Pergunte sempre de forma regular se existe alguma sugestão para tornar o produto ou serviço ainda melhor ou alguma dúvida sobre o que utilizam. 

Tal como nas relações pessoais, se conversar regularmente irá identificar dificuldades antes de se tornarem criticas e terá uma oportunidade “de direito” de explicar, corrigir, etc...

Mas aconteceu um problema. Como resolvo?

Claro que vai resolver de forma agradável, com calma e aprazível para todas as partes.

1 – Peça desculpa, seja a origem do problema sua, do cliente, seja de quem for. Pedir de imediato desculpa com palavras não tão directas, exemplo: “Sinto muito pela inconveniência causada, irei resolver de imediato”. - Repare: Com esta frase ou uma parecida o cliente vai baixar os braços e o tom de voz, etc. vai ficar mais calmo e consequentemente ver o problema de forma mais lúcida.
2 – Se não pode ou consegue resolver de imediato, explique logo e pessoalmente o porquê (atenção na linguagem gestual usada, muito cuidado com o nervosismo que é transmitido na voz e olhe para o seu cliente, não é para olhar para os pés, para o tecto, etc.)

3 – Enquanto está a ser resolvido o problema ao seu cliente, tem de ter bem afinado dentro da sua empresa o processo de ir sendo informado de tudo em tempo útil. Foi você que vendeu é você que tem de resolver (aos olhos dos clientes é sempre assim). Se não tem novidades, informe o seu cliente disso, é preferível dizer:
ainda não consegui resolver, mas estou a dedicar todos os meus esforços para que seja resolvido o mais rápido possivel” do que nada dizer e deixar o cliente na ignorância.

Atenção: NUNCA se desculpe com um colega da manutenção, ou do escritório, etc...é frequente fazerem isso e pensam que estão a deixar a sua imagem bem vista, mas o que transmite ao cliente é que na empresa ao qual ele contratou são incompetentes e ninguém se entende.

Você não está a tratar da sua imagem, está a tratar da imagem da empresa...

4 – Problema resolvido. Tempo de rever todos os outros produtos ou serviços que disponibiliza de forma a precaver situações iguais no futuro. Pedir desculpa pelo incómodo mais uma vez e agradecer a compreensão (aqui até podem referir algo do género “agradeço a sua boa compreensão durante este processo, existem alguns clientes que reclamam sem razão e são desagradáveis, o “nome do cliente” foi muito compreensivo. Provavelmente também já lhe aconteceu esta situação com um cliente seu?). Todas as empresas já tiveram reclamações e aqui vai situar o cliente na realidade e irá se lembrar que quando reclamam com ele, ele também gosta de ter um processo pacifico.

Vamos recompensar os clientes
Nunca entendi porque se fazem promoções e ofertas para atrair novos clientes e nunca se o faz para manter os actuais. Existem muitas formas de fidelizar um cliente e isso depende da actividade que desenvolve, mas algumas até sem investimento financeiro, se consegue excelentes resultados. Não ande só á procura de novos clientes que os “velhos” podem fugir. Olhar sempre para dentro e só depois para fora.

Agora é participarem e dizerem qual a vossa opinião...

By Paulo Gomes - blogger in mktvendas.blogspot.com

Como terminar uma chamada telefónica - Profissionalmente

Se a primeira impressão é fundamental, a última igualmente. Existem vários estudos que provam que durante um telefonema com mais de 5 minutos, é retido apenas o principio, o meio e a parte final da conversa. Então como terminar um telefonema de forma profissional e de forma a sobressair dos demais?

Pense primeiro

Antes de decidir o que você precisa para terminar uma chamada de telefone, certifique-se que a parte de negócio está concluída, pelo menos nessa vez. Você não quer que o seu potencial cliente pense que está a evitar o negócio. Por exemplo, pergunte: " Existe mais alguma coisa em que eu posso ajudá-lo?".

Seja sempre um profissional
Escolha as suas palavras com muito cuidado. Não seja condescendente nas suas palavras ou no tom de voz. Evite fazer afirmações ou perguntas que irão prolongar a conversa. Seja breve e assertivo, mas evite ser rude ou indelicado.

Defina um limite de tempo

Parte de cada negócio bem sucedido é construir um bom relacionamento com os seus clientes e é bom ouvir sobre a sua vida pessoal se assim acontecer. Quando você tiver a certeza de que a parte da conversa sobre o negócio acabou, olhe para o relógio e dê mais 3 ou 4 minutos, no máximo para conversas sobre este aspecto.

Aproveite as pausas da conversa
Aguarde até que o seu cliente ou potencial cliente faça uma pausa no que está a dizer para finalizar a conversa de forma delicada, como por exemplo: “Fico feliz em ouvir sobre o seu carro, mas eu tenho que atender outra chamada, sobre um cliente que pretende uma reunião. Se você vier a precisar de mais alguma ajuda, nunca hesite em me ligar de volta." ou “Eu aprecio a sua informação adicional, mas tenho de atender um assunto urgente, obrigado por nos ter escolhido e ligue sempre que necessitar.” ou a minha preferida “ O seu negócio é muito importante para mim, e eu preciso de inserir já a sua ordem de negócio no nosso sistema. Existe mais alguma necessidade que eu possa ajudar?” - Cliente neste momento vai dizer que não (se todo o negócio tiver sido bem explicado no processo anterior a este. Claro.

Indique alternativas
Sempre indique as alternativas de contacto, exemplo: “desde já coloco-me á sua disposição para qualquer ajuda por este numero de telefone 2yy yyy yyy ou por telemóvel 9rr rrr rrr ou por email mktvendas.blogspot@gmail.com ou por carta para rua eeeee eeee eeeee

Uso da Tecnologia
Se você tem Caller ID ou outros utilize-os (eu pessoalmente tenho números de telefone associados aos emails das pessoas e sempre que não me é possível atender uma chamada ou retorno a chamada mais tarde ou envio um email). Pessoalmente prefiro as comunicações por email, são mais baratas e ficam sempre registadas, mais fácil fazer follow-up, envio de documentação mais completa, etc. 

Agora o que espera? Vamos telefonar e vender ou marcar reuniões... 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Workshop Mitos dos Media Sociais e pós-graduação na Universidade Católica


A Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (FCH/UCP), em Lisboa, prepara-se para promover, no dia 25 de Novembro, um workshop dedicado ao tema “Mitos dos Media Sociais”.

“O workshop está estruturado em torno de ‘mitos’ relacionados com os media sociais, noções que se assumem verdadeiras no senso comum, mas sobre as quais ainda não há resultados conclusivos no meio académico”, informa a FCH/UCP em nota de imprensa. “Estes ‘mitos’ serão discutidos de forma colaborativa, seguindo o método world café, conduzindo a uma aprendizagem colectiva, facilitada pela equipa docente do curso”, acrescenta. 

As inscrições para o workshop podem ser feitas até ao dia 24 de Novembro, através do e-mail fchcomunicacao@fch.lisboa.ucp.pt ou do número 21 721 42 93.

Além do workshop, a FCH/UCP vai inaugurar uma pós-graduação em Comunicação e Media Sociais em Janeiro de 2014. “Mais do que explicar como se deve comunicar nos media sociais, partindo de estratégias e planos, este curso está vocacionado para a reflexão e o debate das razões que explicam o comportamento humano, a atracção dos utilizadores por estas plataformas, as práticas comunicacionais e de utilização, o impacto social deste media e o modo como as organizações podem lidar com esta realidade obtendo benefícios para todos os seus stakeholders”, adianta a FCH/UCP.

O convidado e docente principal da pós-graduação é Joel Postman, a quem se juntam outros especialistas nacionais, nomeadamente Fernando Ilharco, Carla Ganito (ambos professores auxiliares na FCH/UCP), Patrícia Dias, José Gabriel Andrade (professores assistentes na FCH/UCP), José Manuel Seruya (professor auxiliar convidado da FCH/UCP), Inês Romba (coordenadora do gabinete de Marketing e Comunicação da FCH/UCP), Inês Teixeira-Botelho (autora, investigadora e consultora em tecnologias digitais) e André Casado (empreendedor, orador e investigador especializado em media sociais e na gestão de personalidades digitais).

O curso tem a duração de 180 horas de aulas presenciais, correspondentes a 30 ECTs, e decorre entre Janeiro e Dezembro de 2014.

As candidaturas para a pós-graduação já estão abertas até 15 de Janeiro de 2014.

Oliveira da Serra lança azeite em spray

A Oliveira da Serra apresentou um novo produto: azeite em spray. O formato agora lançado, denominado Oliveira da Serra Q.B., permite três utilizações distintas – gotas, fio ou spray – de maneira a temperar, decorar ou finalizar pratos.

“O novo spray de Oliveira da Serra é um azeite virgem extra, criado a partir de azeitonas maduras selecionadas, que conferem um sabor suave e equilibrado a todos os pratos”, garante a marca em comunicado que acrescenta que esta nova embalagem consegue espalhar o sabor deste azeite português, controlando a quantidade a utilizar, sem desperdiçar uma gota.

Isabel Roseiro, strategic Marketing manager de Oliveira da Serra, explica que a marca desde sempre procura soluções que facilitem o dia-a-dia dos portugueses. «Foi por acreditarmos nas novas ideias que lançámos o spray Oliveira da Serra Q.B., que veio oferecer aos consumidores uma forma prática e divertida de usar azeite quer à mesa, como enquanto cozinhamos.»

O Oliveira da Serra Q.B tem um QR Code na embalagem que permite que o consumidor descubra as melhores receitas 15q.b., feitas pelo chef Vitor Sobral.

Exemplos de profissionais que se superaram

A superação é uma competência que se conquista através de vitórias consecutivas, sendo super ao não se deixar vencer mesmo nos momentos mais difíceis, sendo ação na hora de tomar decisões estratégicas para atingir o sucesso.

Mesmo algumas derrotas podem se converter em vitórias internas se você aprendeu com os erros sendo super ao admiti-los e tomando ações para não repeti-los. - Luis Alves -

Na foto, estão alguns exemplos de superação após momentos mais difíceis.

Supere-se e seja um vencedor...

8 Dicas - Aprender telemarketing


8 Dicas para chamadas de vendas produtivas
Todos sabemos que as vendas são um jogo de números. A quantos mais potenciais clientes conseguir chegar, mais vendas vai conseguir fazer. Mas claro que é fundamental não ignorar a qualidade em detrimento da quantidade. Estas são algumas noções básicas que deve as implementar desde já se quer ter sucesso com as suas chamadas de telemarketing.


1 - Obter a atenção em 15 segundos ou menos
Este é o tempo médio que tem para que quem está do outro lado não pense que se trata de mais uma chata e incómoda chamada. Frase forte e directa. São 15 segundos que prende o potencial cliente ao telefonema.

2 - Criar Excitação
Pense em si mesmo com essa mentalidade : você tem um produto fantástico que vai fazer uma grande melhoria na vida do seu potencial cliente. Você está prestes a dar à pessoa do outro lado da linha um grande presente, um produto ou serviço maravilhoso. Fundamental: certifique-se de que a energia e o entusiasmo vem através de seu tom de voz .

3 - Espelhar a prospecção
As pessoas sentem-se mais confortáveis com outras pessoas que são como eles (identificam-se com a personalidade). Anote algumas palavras ou frases que o seu cliente usa e as utilize no seu discurso. Tente igualar o seu volume, velocidade e tom de voz (atenção: não faça uma caricatura do mesmo, utilize peso e medida).

4 - Use a sua palavra favorita
Estudos mostram que a palavra favorita de uma pessoa é o seu próprio nome. Assim que souber (preferência o saber antes da chamada) o nome do potencial cliente, anote-o e use-o no minimo 3 a 4 vezes durante a chamada.

5 - Não aceitar nunca um "não " como resposta
O que mais vai ouvir durante uma chamada, será: "Eu não estou interessado" ou "estou ocupado", sem realmente ouvirem o que você tem para oferecer . Em vez de desligar, faça uma pergunta aberta para iniciar uma conversa: Entre muitas possibilidades existentes, pode usar por exemplo: "Qual é a sua maior dificuldade neste momento na gestão do seu tempo (se estiver a vender um software de gestão)”? "Ou "Qual a rentabilidade que desejava ter nos produtos que utiliza (venda de detergentes)?" ou “Qual as cores que mais utiliza (venda de tintas)”? Entre muitos outros exemplos...

6 - Use emoção
Benefícios - Vender porque inspira emoção: Forçar os sentimentos positivos sobre o seu produto, os sentimentos negativos sobre não ter os seus produtos. Storytelling é muito eficaz para contar como o seu produto melhorou as vidas de outros clientes.

7 - Fornecer valor
Coloque na sua proposta algo de útil, independentemente de existir ou não eles compram o seu produto. Isto pode variar desde uma amostra grátis de um período experimental ou outros. Dar algo valioso na sua proposta cria a sensação de que “tenho de aproveitar”.

8 - Feche todas as portas de fuga ao seu potencial cliente
Se do outro lado da linha não vão falar mais consigo, pergunte sobre a melhor hora para ligar de volta. Se você receber uma oportunidade de ligar de volta, pergunte quando pode vir a fazer uma apresentação completa e detalhada sobre as vantagens e benificios que o potencial cliente irá usufruir, ex: “sr. Yyyy estou certo que após uma apresentação detalhada sobre o que irá ganhar financeiramente, sobre o tempo que irá poupar com este produto e ter mais tempo para se dedicar a outras áreas do seu negócio, irá ficar muito agradado”. Termine sempre a chamada desta forma, mesmo que o potencial cliente não pareça nada interessado, lembre-se – Tentar não custa e nada tem a perder, só a ganhar


Artigos Relacionados:

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Semana cheia de artigos exclusivos - Oferta para os leitores do blog de marketing

É, este fim de semana e durante todos os dias da próxima semana, muitos artigos, muitos exclusivos, muitas ofertas para todos. Neste momento estou a finalizar mais 2 ebooks (a distribuir gratuitamente) e a preparar artigos com técnicas de marketing e sobre técnicas de vendas que o vão ajudar a vender mais.

Ler faz parte do sucesso...

Newsletter com gestão profissional

Para garantir envios regulares com ofertas, convites, artigos exclusivos e muitas surpresas, irei trabalhar com uma plataforma de excelente reputação.

Subscrever a Newsletter

Com Smartphones
QR Code Image

Expressões utilizadas por marketters - Sabe explicar o que quer dizer?




Mercados (markets)
Mercado é o conjunto de actuais e potenciais compradores de um produto. Estes compradores partilham uma necessidade ou desejo particular que pode ser satisfeito através de trocas ou relações.
Originalmente o termo mercado era utilizado para designar o sitio onde compradores e vendedores se encontravam para trocar os seus bens. Contudo, em marketing, os vendedores são vistos como constituindo uma indústria e os compradores como constituindo um mercado.
Os vendedores enviam os seus produtos, serviços e comunicações para o mercado, e recebem dinheiro e informação em troca. As economias modernas (baseadas na divisão do trabalho) abundam nos mercados de hoje. Nas sociedades mais avançadas os mercados não necessitam de ser lugares físicos onde compradores e vendedores interagem.

Marketing
Marketing é a gestão dos mercados, fazendo emergir trocas e relações com o intuito de criar valor e satisfazer necessidades e desejos. É um processo através do qual os indivíduos e grupos obtêm o que necessitam e desejam criando e trocando produtos e valor uns com os outros. Embora muitas vezes pensemos no mkt, como sendo apenas praticado por vendedores, os compradores também participam nas actividades de marketing. Os consumidores fazem marketing quando procuram novos produtos e preços vantajosos, que eles consigam suportar.

Marketing Management
Análise, planeamento, implementação e controlo de programas desenhados para criar, construir e manter trocas vantajosas com clientes alvo, com o intuito de alcançar objectivos organizacionais.
Marketing management envolve managing demand, que por sua vez envolve management customer relationships.

Demand Management - Consiste não só em procurar e tentar aumentar a procura como também em incutir dadas mudanças na mesma e mesmo tentar reduzi-la. Procura lidar com a procura nos vários estados em que nos possa surgir (excesso, pouca procura…).

DemarketingEm caso de excesso de procura o objectivo é reduzi-la temporária ou permanentemente (não destruir).
O marketing management procura actuar no nível, timing e natureza da procura de forma a ajudar a organização a alcançar os seus objectivos. Marketing management é demand management.

Building profitable customer relationships
Managing demand implica managing customers. A procura de uma empresa assenta em novos e actuais consumidores. Devido a um conjunto de factores, nos dias de hoje, o número de novos consumidores é reduzido, sendo o custo para os atrair elevado. Assim sendo, embora os novos consumidores sejam um elemento importante, as empresas privilegiam manter os clientes lucrativos e reforçar as relações que com eles tenham. Perder um cliente equivale não só a perder uma venda como também todas as futuras compras e “referals”. A chave para reter o cliente é a sua satisfação e valor acrescentado.

Marketing Management na prática
Todas as organizações usam o marketing, podendo estas ser desenvolvidas de várias formas. Há empresas que simplesmente quebram todas as regras de marketing formal (grandes departamentos de marketing, avultados investimentos em mass marketing...) praticando entrepreneurial marketing. Contudo, algumas delas acabam por cair novamente no marketing formal, perdendo a criatividade e paixão de início. Para desenvolver novamente o espírito e as acções entrepreneurial, deve-se encorajar a iniciativa e “intrapreneurship”, visualizar novas e criativas formas de criar valor para os consumidores (intrapreneurial marketing).

Existe uma grande tensão entre o marketing formal e o marketing criativo.



sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Saber Mais - Gestão de stocks

Gestão de stocks

Stock é um termo habitualmente utilizado, em economia, para designar as matérias-primas ou os produtos intermédios. As empresas constituem stocks por diversos motivos: para conseguirem efectuar o seu processo produtivo sem rupturas (e, portanto, sem parar de vender), para poderem comprar de forma mais económica (constituem stocks porque, ao adquirirem lotes grandes, cada produto fica unitariamente mais barato) e para obterem ganhos quando prevêem uma subida nas cotações ou nos preços.

Pode também suceder que a empresa trabalhe por encomenda. Nesse caso, não tem necessidade de constituir stocks, uma vez que apenas produz como resposta a encomendas específicas dos seus clientes. A função gestão de stocks comporta actos conducentes à coordenação sem rupturas dos fornecimentos à função produção, para que esta funcione sem estrangulamentos.


A função gestão de stocks enquadra-se numa outra mais abrangente: o aprovisionamento. Este inclui, para além dos aspectos relacionados com a stockagem (armazenamento), a gestão das operações de compra e a recepção (qualitativa e quantitativa) das encomendas.

gestão de stocks. In Infopédia

terça-feira, 22 de outubro de 2013

eShow 2013: O Mundo dos Negócios na Internet

Lisboa faz parte do maior circuito internacional de eventos sobre negócios na internet. Uma oportunidade única para conhecer em primeira mão os melhores fornecedores de serviços e tecnologia para o sector online.

É um empreendedor e está a pensar lançar o seu projecto na Internet? A sua loja online precisa de crescer? É um grande anunciante ou uma agência de publicidade e marketing e quer melhorar a sua posição na rede? Procura que a sua PME tenha novas vias de negócio no mundo online?

A Internet oferece muitas possibilidades é verdade, mas... Como escolhemos os melhores fornecedores? O que precisamos para lançar os nossos projectos? Que empresas nos oferecem as melhores soluções? Como conseguimos melhorar os resultados da nossa empresa na rede? Quais são as últimas novidades do sector? Onde posso encontrar num mesmo espaço de exposiçãoo todas as empresas do sector online e negociar as melhores condições para o nosso negocio?

Todas estas perguntas têm a mesma resposta: eShow, o evento internacional de –Ecommerce, Marketing Online, Hosting & Cloud, Mobile e Social Media.

Saber mais: http://www.the-eshow.com

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

eBook - Glossário de estratégia e marketing

O glossário que ajuda a compreender de forma clara e simples os termos técnicos em português de estratégia e marketing. Fundamental para quem trabalha, estuda ou simplesmente gosta de saber mais e compreender devidamente todos os termos, frases e expressões.

sábado, 19 de outubro de 2013

Video - Publicidade criativa da Ford

A Ford apresenta este comercial muito criativo para publicitar uma inovação da marca. 2 lutadores de sumo, tentam entrar para o carro num estacionamento com pouco espaço entre os carros e os condutores dos outros carros ficam surpreendidos com o final, pensavam que iriam ter os carros danificados e afinal...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Entrevista - Garrafeira Nacional



O blog, Mktvendas teve o prazer de realizar mais uma entrevista a uma grande empresa, neste caso, uma empresa reconhecida a nivel nacional e internacional. Garrafeira Nacional...

Mktvendas:
Para as poucas pessoas que ainda não conhecem, o que se pode dizer sobre a Garrafeira Nacional?
G.N: A Garrafeira Nacional Foi fundada em 1927 por Jaime Vaz, que desde então se tornou num dos especialistas de maior renome em vinhos e espirituosos. Com mais de 80 anos de experiência a companhia é um importante abastecedor de bebidas, com uma das mais extensas e valiosas colectâneas de vintage e vinhos do Porto raros, vinhos da Madeira, whiskies, cognacs, aguardentes, champanhe e bebidas diversas. Hoje em dia é gerida por Jaime Vaz Filho, que investiu nas novas tecnologias para transformar a Garrafeira Nacional numa referência mundial de Bebidas.

Mktvendas:
Num mercado complexo, com uma enorme variedade de produtos e com uma concorrência muito forte, quais os factores diferenciadores que se encontra na garrafeira nacional?
G.N:O critério de escolha de cada Produto, a segurança dos envios diários para Portugal, Europa e para todo mundo, a nossa rede de distribuição para mais de 600 bares, restaurantes, hotéis, particulares, passando pelo nosso atendimento na loja física, parece-nos ser alguns dos factores diferenciadores da garrafeira nacional.

Mktvendas:
Como viram e acompanharam o avanço tecnológico no suporte ás vendas?
G.N: É com algum orgulho que fomos pioneiros das vendas de bebidas online em Portugal. Crescemos e aprendemos diariamente com as novas tecnologias que nos ajudam a prestar um melhor serviço aos nossos clientes. Sem a ajuda delas, nunca estaríamos onde estamos hoje.
Neste momento estamos com um website novo, mais avançado, mais interactivo e de uso mais fácil para os nossos clientes.

Mktvendas:
O marketing da garrafeira nacional é feito por uma equipa interna ou externa?
G.N: É feito por uma equipa externa numa parceria de sucesso que já dura há vários anos.

Mktvendas:
Onde e como se pode acompanhar todas as novidades e novos produtos disponíveis na garrafeira nacional?
G.N: Além do nosso website que está constantemente a ser actualizado - todos os produtos à venda na loja física estão à venda também online – apresentamos as nossas novidades através da nossa newsletter, do Facebook, do Twitter e do Google +.

Obrigado e bons negócios.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Apresentação - Como fazer entrevistas a candidatos

Um breve apresentação de como fazer uma entrevista a candidatos a uma vaga na sua empresa. Simples e funcional, uma ajuda a escolher a pessoa certa, para o lugar certo.


quarta-feira, 16 de outubro de 2013

eBook para oferta - Glossário de Marketing

Este fim de semana vou enviar o muito pedido e fundamental "Glossário de Marketing" a todos os profissionais, estudantes ou simplesmente quem gosta e quer saber mais. Tenho o livro (em formato digital) quase pronto e estou a preparar a lista de todos os que solicitaram o envio.

Para quem ainda não o fez e pretende receber gratuitamente, só tem de deixar aqui mensagem ou se quiser preservar os seus dados, envie email para: mktvendas.blogspot@gmail.com com o seu nome e email onde pretende receber o manual.

Publicidade no facebook que correu mal

Correu muito mal o post colocado no facebook de uma empresa no Brasil, a Cacau Show. Colocaram a foto (ao lado) e "pediram" que os cerca de 4 milhões de seguidores "lambessem" o monitor para sentirem o gosto de uma fotografia de chocolate. Ora, os seguidores não gostaram e provocou uma onda de desagrado nas redes sociais.

Identifiquem bem os clientes e dirigam a comunicação correcta, existem empresas que pela sua filosofia entre muitos outros aspectos, podem brincar com várias situações, outras terão sempre de ter uma comunicação mais séria, etc. 

Marketing Marathon 2013



O QUE É? 

5 dias dedicados ao tema mais quente da actualidade do marketing: “Content Marketing”

Em cada dia serão abordados temas estruturantes para a área de conteúdos das marcas: 

Brand Activation, Digital Storytelling, Image, Point-of-Sale e Video.

O QUE VAI ACONTECER? 
 Para cada dia será desenvolvida uma programação específica, dividida em 3 grandes áreas:
Knowledge // apresentação dos melhores case-studies e best practices.
Training sessions //
workshops práticos sobre os temas em destaque.
Marketing challenge //
missões diárias que incidem sobre o tema do dia.
Premiação: para tornar cada missão mais competitiva, irão ser criados prémios para os 3 melhores trabalhos de cada dia.
Conheça melhor a programação de cada uma das sessões diárias no programa.

A QUEM SE DIRIGE? 
A Marketing Marathon, foi desenvolvida para ir ao encontro de todos os profissionais e estudantes de marketing e comunicação que desejam aprender e desenvolver as suas competências nas áreas de “content marketing” relacionadas com: Brand Activation / Digital Storytelling / Image / Point-of-Sale / Video.

ONDE E QUANDO VAI SER? 
4 a 8 de Novembro / Lisboa 
A Marketing Marathon irá decorrer em Lisboa, em diferentes locais. O Head-Quarter será no Palácio Quintela em pleno coração do Chiado. As suas salas e foyers irão ser transformados num ambiente criativo desenhado para o projecto.

QUANTO CUSTA?
PREÇO
Preço por dia: 65€ /PAX*
Preço passe 5 dias: 260€ /PAX*
PREÇO ESPECIAL / ASSOCIADOS APPM e PARCEIROS:
Preço por dia: 50€ /PAX*
Preço passe 5 dias: 200€ /PAX*
*Inscrições limitadas:
Cada dia / workshop terá um limite máximo de 60 participantes

Para se inscrever

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Emprego - Sales Executive

The company:
Star-Advertising is a worldwide mobile ad network that deals with advertisers and publishers throughout the world always looking to establish strong and powerful partnerships with our clients. Star-Advertising is part of StarEdition company.

Job Description:
We are looking for talented candidates to join our team in Lisbon offices. If you have a degree in marketing, passion about Internet and have a true desire of learning more: this is your challenge.

Responsibilities:
• Benchmarketing.
• Searching for potential partners.
• Increase business volume.
• Global performance reporting.

Requirements:
• Graduated in Marketing / Management.
• Ability to work in a dynamic and international team environment.
• Ability to multi-task.
• Excellent communication skills.
• Goal oriented, self-motivated and responsible.
• Fluent in English and one of the following languages (Italian / German / Russian) (French is a plus).

What we offer:
• Successful and growing company.
• International environment.
• IEFP internship.

Please send us your application and detailed comprehensive C.V in English with REF: sal_exec to
    jobs @ staredition . com

domingo, 13 de outubro de 2013

Conferência Anual 2013 - Para Lá do Óbvio

Para Lá do Óbvio


Dia 22 de outubro
Das 14h às 18h

Reitoria da Universidade NOVA de Lisboa - Auditório A
Campus de Campolide

O mercado não mudou. O mercado muda diariamente e quem não se adapta fica para trás.
Vivemos numa época de futuro incerto, em que a efemeridade marca a rotina, e o que tínhamos como certo hoje pode não fazer sentido amanhã.
Agora só os verdadeiros camaleões, que observam, estudam e replicam os comportamentos do mercado conseguem prevalecer.

Está na altura de repensar estratégias; de nos focarmos nos pequenos detalhes de forma a que consigamos ver bem para lá do óbvio. "Como podem as marcas transformar a atual situação económica e social numa oportunidade para reforçarem os laços com os consumidores? " é a grande questão que pretendemos debater. 

Os hábitos de consumo e as oportunidades de negócio aparecem e desaparecem num piscar de olhos e, para que não se percam os momentos de comunicação decisivos, é importante ter em conta todos os pontos de vista: os bons os maus; os da felicidade e infelicidade; os de sucesso e insucesso.

Venha à conferência da APAN.
Quem sabe se a resposta que procura não está à sua frente?
Valor das inscrições:
Associados APAN: 70,00€ + IVA à taxa em vigor
Não Associados: 110,00€ + IVA à taxa em vigor
Associados APAP/APAME: 95,00€ + IVA à taxa em vigo
r

In: http://www.apan.pt/eventos